jump to navigation

Onde há o homem, sempre haverá imperfeições March 29, 2010

Posted by paulolanzeloti in 1.
trackback

A decepção é uma coisa engraçada, afinal, se você parar para pensar, porque temos uma decepção? É porque temos uma expectativa pra começar. E se tem expectativa, tem a confiança. Só quem pode nos decepcionar são as pessoas que poderiam nos agradar.

Confiamos em certas pessoas porque achamos que ela irá nos agradar nos ajudar, pensamos que elas ao menos gostam de você ou que no mínimo aceitam você. Digamos que, pensamos que podemos contar com aquela pessoa. Temos varias experiência com decepção, seja no que for. O engraçado é que, a decepção parece vir em seqüência, uma atrás da outra. Tive três decepções só hoje. Três tipos.

Primeira – Desilusão.

Há um tempo, eu havia pedido um favor a um amigo meu, e na verdade, era uma coisa difícil de fazer, um desafio. Conheço esse amigo faz um tempo, conversamos quase todos os dias, e trocamos idéias sempre. Ele é uma pessoa bacana e legal, e eu acabei confiando nele para me fazer esse favorzão. Então eu coloquei confiança. Acreditei que ele poderia fazer um bom trabalho. Igual o meu irmão fez comigo. Tinha que ser pura confiança, meu irmão chegou para mim numa quinta-feira, sentamos juntos, e ele pediu para eu montar um vídeo para ele.

Ele tinha feito o roteiro, e tinha pegado uns vídeos já para usar. Ele precisava de alguém para editar. O vídeo era importante para o evento que ele tinha que participar, e ele perguntou para mim se eu podia fazer. Era tarde já, quinta à noite, e eu falei para ele, eu posso. Sempre há preocupações, ele me perguntava se eu ia conseguir mesmo, e eu dei minha palavra. O evento era sábado. Na sexta eu em meio trabalho, tive que dar um jeito para fazer o vídeo. Eu tentei fazer, e fiz. Eu fiz e ficou bom (não ficou do jeito que eu gostaria, mas da para usar.)

Então eu entreguei o trabalho, mas um trabalho que poderia ser usado. Ele confiou e deu certo. Agora, esse meu amigo, ele tentou me ajudar, criei expectativa para com que ele fizesse esse favor para mim. Ele fez. Quando fui lá ao local ver o que ele tinha feito para mim, estava ruim. Não tem como aproveitar nada. Mas agora já está em cima, vou ter que ficar sem mesmo. Então isso foi uma decepção, tudo bem que ele tentou o melhor, mas não rendeu. Esse erro é perdoável, mas e a confiança? Nunca mais iremos confiar de olhos fechados de novo. Vamos pedir provações para ver se o trabalho realmente tem condição de sair bem.

Segunda – Desrespeito.

O meu local de trabalho é bacana, o pessoal tudo ajuda um outro, considera um outro, hoje é aniversario de uma amiga minha. Fizemos um bolinho para ela, e estávamos cantando parabéns, quando um dos colegas de trabalho, veio nós repreender. Dizendo que deveríamos fazer no horário do almoço ou depois do expediente. Tudo bem, é o mais correto, tem toda a razão. Mas é uma falta de respeito, na frente da pessoa que trabalha com você todo o dia. E todos nós olhávamos e admirávamos essa pessoa, mas o respeito vem em primeiro lugar, eu acho assim. Todo mundo querendo a presença dessa pessoa, chamamo-laela para compartilhar conosco e tudo.

Então é uma decepção, quando alguém que você considera, faz esse tipo de coisa. Acabou com a graça, cada um foi para seu canto, desanimou. E ao tentar melhorar depois, estraga mais ainda. Pois a pessoa ainda diz “pode ficar a vontade”. Olha, eu tenho meu ponto de vista, não estou falando mal de ninguém, muito menos traindo a confiança, só estou expressando o que todo mundo sentiu na hora. Poderia ter deixado aqueles oito minutinhos de festinha, e depois conversado, orientado. Não na durante e na frente da querida aniversariante. Perde credibilidade e respeito dos demais colegas.

Terceira – Desconsideração.

 Um meio de desabafo é um blog, outro meio é você contar com uma pessoa e expressar seu ponto de vista. Se você fala com uma pessoa, é porque você confia nela, e sabe, ou pelo menos espera que essa pessoa irá te entender ou apoiar ou pelo menos tentar ter uma conversa e dizer coisas concretas ou fatos para apoiar sua mentalidade. Quando alguém chega para mim, e me “tira” como uma criança, isso é uma grande decepção.

Odeio quando me tratem como se eu fosse um tipo de criança. Se eu estou falando uma coisa, é porque eu sei do que estou falando. Não falo nada antes de pesquisar ou sem saber do que estou falando. Nunca entro em um debate para perder, então não vou entrar de cara para falar besteira. No evento que meu irmão fez, tinha varias pessoas sabidas, e eu só entrava em debates que eu sabia também. Afinal, não vou passar vergonha em vão. Vai que a pessoa da uma invertida.

Bom, quando eu falo de uma coisa, é porque ou eu tenho experiência ou eu já estive alguém que viveu isso. É igual no namoro. Se você nunca namorou antes, você pode falar das experiências do namoro? Não né, porque você nunca namorou. Então você não sabe absolutamente nada sobre namoro, você pensa que pode namorar um e ficar de gracinha com outras, no começo é assim né? Você namora uma e fica de gracinha com outras. Certo? É, porque essa seria a lógica, eu nunca namorei, eu não sei nada sobre namoro.

Mas não é assim que funciona, mesmo os que não namoraram sabem como um namoro tem que ser. Sabe como funciona o namoro, sabe que tem que renunciar, sabe suas obrigações como namorado. Por quê? Porque aprendemos com experiências dos que já namoraram, então temos uma noção já e com o tempo, aprende-se os detalhes e vivemos as experiências por nós mesmo. Mas sabe como funciona sim. Agora porque que alguém, de confiança, vem jogar na minha cara, me tratando como um tonto, um burro, falar que só porque eu nunca tive em uma situação de qual conversamos, que eu não sei nada.

Olha, tudo bem que nunca passei por uma situação, mas isso não quer dizer que eu não sei como lidar com ela! Não é porque aconteceu com você que nunca aconteceu com os outros e pior quando essa outra pessoa também nunca teve essa experiência, mas fala como se soubesse. E o que me irrita mais, depois de conhecer tanto o meu jeito, depois de tudo que vivi, a pessoa vir e me tratar como um qualquer? Quanta consideração. Acho que mereço, é uma decepção atrás da outra. Mas em fim, a própria bíblia manda confiar em ninguém, somente em Deus.

Não tem como se preocupar com decepções, se sua vida ta nas mãos de Deus, Ele proverá!

Um detalhe sobre decepção, saiba quem proteger ou defender, não são todos que você pode colocar a mão no fogo. Mesmo se for família sua.

Fiquem com Deus,

Comments»

No comments yet — be the first.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: